Respeite o idoso. Lembre que um dia você ficará idoso e vai querer ser respeitado.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

DROGAS UM PROBLEMA SÓ DA ESCOLA?

A VALORIZAÇÃO DA JUVENTUDE DA ALEGRIA, DO AMOR, DA PAZ, DA COMPREENSÃO, DO ESTUDO, DO LAZER E DA FÉ, POSSÍVELMENTE, SEJAM A EQUAÇÃO PARA UMA SOCIEDADE MELHOR E MAIS JUSTA.
No tocante às questões relacionadas ao uso de drogas, que fatores você apontaria como necessários para melhor preparar oeducador?
video vídeo 11003/2011

Inicialmente, o professor precisa ser convidado para entender a problemática de um ângulo, em que a abordagem seja no sentido dele ser um parceiro, para conhecer o problema e formar um contexto sobre o quadro. Isto é ter uma visão global às causas que levam jovens, adolescentes e adultos a fazerem o uso das drogas: sejam lícitas ou ilícitas. O educador precisa ter uma visão clara para saber a diferença entre elas, as conseqüências de seu uso no organismohumano; poder perceber quando um educando esteja sobefeito e como lidar com a situação. O professorprecisa ter claro que ele não vai poder fazer como ummédico propor um tratamento, ele vai identificar eprocurar os meios ao seu dispor para com açõespedagógicas fazer um chamamento para o problema, envolvendo todos os atores do cenário.

VÍDEO 136

video
Deve-se lembrar e repetidamente o fiz nos fóruns chamando à atenção, que o professor ou professora fazparte da sociedade. Vive em comunidade e está sob seumanto seja protetor ou agressor, e necessita terinteligência e preparo para lidar com um fenômeno quevem preocupando a sociedade como um todo. Um exemplo éesse curso promovido pelo Governo Federal, entendendoeu que seja um convite para parcerias a fim de“resiliar” a classe estudantil, quando ao uso dedrogas de toda espécie. Por isso que cursos abordando tal temática precisamacontecer, ter continuidade, a fim de instrumentalizar o docente em como tratar, os educandos usuários, em sala.
BLOCO 2

Em sendo assim, os Governos nas três esferas precisamtratar o professor como protagonista, como parceiro, enão como mero carimbador de aprovador de metaselaboradas por pessoas que fazem visitas nas escolas.Por isso que os professores urgem por ter umtratamento mais respeitoso das autoridades do poder; e, por conseguinte, da sociedade, visto que pelas salas deaula passam a juventude nacional. E por este meio, acredita-se, a educação, do mesmo modo que cursos de atualização e outros, devem ser encarados como investimento e não, como fazem os "técnicos de governos" como despesas.
Um país que quer realmente cuidar de sua juventude, obrigatoriamente e sinceramente, tem que olhar a educação, o educando e o educador como investimento na melhoria do índice humano, não em curto prazo, porém a longo prazo. Estabelecer como prioridade a educação de sua juventude, e ver o educador não como um pároco, mas como um formador. O professor é uma pessoa, que contribui positivamente para o crescimento social, porque toda sociedade letrada, semiletrada, pouco letrada pela escola passa ou passará sua juventude.
BLOCO 1

Falas alardeadas por todo canto apontando o professorcomo sendo responsável pelo fracasso e o governo pelosucesso é uma das maneiras de fragilizar, esvaziar o bom conceito do educador perante a sociedade, lhe retirando o merecido respeito social. O qual é importante na construção de vínculos de referência, principalmente naquelas famílias abandonadas pelo modelo econômico vigente, que é um passo importante para em contato com o aluno usuário. Ao fortalecer em sala a figura do educador ser visto como um aliado, no intento de ser um “agregador” de conceitos positivos, de ser o educador um aliado no sentido de esclarecer, acolher no seu papel de educador.
135
video
Se o Brasil quer uma cadeira na ONU, quer liderar a América Latina e ser o gigante que vai nutrir o mundo com alimentos e ser a matriz energética mundial vai precisar investir muito em tecnologia, a fim de não ser mero exportador de matéria prima; mas, acima de tudo ser o provedor ou exportador de tecnologias voltadas par o bio-combustível. A elite nacional precisa perceber que maquinário não são consumidores e que a matriz do lucro do capital são mão de obra, consumidor e capital, sinteticamente falando. O investimento, e não gasto, na criança, jovem e adolescente, ou seja, no ser humano vai – certamente – propiciar jovens mais comprometidos e resilientes. Jovens que ao se tornarem adultos terão seu papel na sociedade. O tema é intricado e com famílias destroçadas, destruídas, sem rumo, sem valores e com princípios morais voláteis acarretará numa sociedade igualmente destarte.

Logo, a escola sozinha nada fará, a sociedade desamparada e com valores frágeis simplesmente ficará refém. Os governantes se nada fizerem cairão no completo e absoluto descrédito, as autoridades falarão palavras aos ventos e o caos reinará de tal forma, quem nem os filhos da elite conseguirão escapar: a Internet que está ai que o diga.
video

video
video
video
video

Nenhum comentário: